Mitos Sobre a Hidroponia

 

     Como a hidroponia é pouco conhecida, ela gera medo e insegurança. E assim, surgem os mitos: "hidroponia usa nitrato, então é cancerígena". Por ironia do destino, a hidroponia se difunde mundialmente, justamente no momento em que a "agricultura orgânica é resgatada para ser a salvadora da pátria".

     De fato, a agricultura orgânica utilizada pelos nossos antepassados era uma excelente alternativa, não havia pressão sobre o meio ambiente, o cultivo era basicamente para consumo e troca de mercadoria. Excelente produto e de baixo custo ambiental.

     Entretanto, a forma com que está sendo utilizada hoje, é um crime ambiental. Tentando produzir toneladas de alimentos em cultivos intensivos e ainda abolindo totalmente os adubos químicos, joga-se toneladas de estercos geralmente não curtidos no solo. De qualquer forma, o grande acontecimento é que, com a agricultura orgânica, o consumo de agrotóxicos caiu vertiginosamente. Aliás, só não houve um retrocesso acentuado na ergonomia (saúde do trabalhador) porque houve redução na aplicação dos agrotóxicos.

     Em países desenvolvidos como na Europa, a maior preocupação com poluentes oriundos do setor agropecuário, diz respeito ao Nitrato. E o principal responsável pela alta carga de nitratos, que acaba poluindo a água subterrânea, é justamente os estercos animais que, para piorar, são aplicados ao solo como adubação orgânica. Além das águas das chuvas e das irrigações promoverem uma lixiviação desse nitrato para o subsolo, as hortaliças folhosas, dentre elas a alface, tendem a acumular nitrato em seu tecido.

     Quando o nitrato (NO3-) é absorvido em grande quantidade, a planta não dá conta de metabolizá-lo totalmente (para incorporá-lo a compostos orgânicos formando aminoácidos, proteínas e outros compostos nitrogenados). Ficando acumulado nos tecidos, quando ingerido com os alimentos, no trato digestivo pode ser reduzido a nitrito (NO2-), que entrando na corrente sangüínea oxida o ferro (Fe++ ==> Fe+++) da hemoglobina, produzindo a metahemoglobina. Esta forma de hemaglobina é incapaz de transportar o O2 para a respiração normal das células dos tecidos causando a chamada metahemoglobinemia.

     Outro problema é que parte do nitrito pode acabar combinando com as aminas formando nitrosaminas, as quais são cancerígenas e mutagênicas.

      As pesquisas têm mostrado que o maior índice de nitrato acumulado no tecido vegetal é justamente na agricultura orgânica, depois na agricultura convencional e, por último, na hidroponia. A pesquisadora Lynette Morgan da Nova Zelândia tem avançado em pesquisas com nitrato.

 

 

 

Fonte: http://www.labhidro.cca.ufsc.br/mitos-sobre-hidroponia

© 2014 por Hidroponico Calderaro.